O CUIDADOR TAMBÉM PRECISA DE CUIDADOS

03/08/2013

Recomendar: Imprimir:


Os cuidados com alguém que precisa de atenção especial representa uma grande responsabilidade. E muitas vezes este trabalho envolve o acúmulo de outras tarefas do dia a dia. Principalmente nos ca¬sos em que o cuidador é um familiar e não dispõe de todo o seu tempo para dedicar-se ao ente querido, que necessita de cuidados constantes. Muitas vezes tais cuidados ficam sobre responsabilidade de uma única pessoa, e isso pode sobrecarregar o cuidador, que além de dar atenção especial ao familiar, precisa lidar com o peso emocional da doença que afeta uma pessoa querida.
É fundamental que o cuidador, profissional ou fami¬liar tenha um tempo para si, para que as atividades com os cuidados diários não afetem a sua saúde física e emo-cional. O cansaço, tensão e o estresse são sintomas que podem afetar diretamente o cuidador e consequente¬mente o paciente que precisa de cuidados. Portanto al¬guns cuidados com a própria rotina são fundamentais para manter o ânimo e a saúde em dia para cuidar bem.
No caso do cuidador que também é familiar é mui¬to importante contar com a ajuda de outras pessoas, como a ajuda da família, amigos ou vizinhos e fixar horários para que cada um assuma parte dos cuida¬dos em horários alternados. Com essa medida o cui¬dador consegue ter um tempo livre para se cuidar, praticar alguma atividade que lhe traga prazer e as¬sim recompor as energias gastas nos cuidados.

ALGUMAS MANEIRAS SIMPLES PARA CUIDADOR SE EXERCITAR E SE DISTRAIR:
1. Enquanto assiste TV: movimente os dedos das mãos e dos pés, faça massagem nos pés com ajuda das mãos, rolinhos de madeira, bolinhas de borracha ou com os próprios pés.
2. Sempre que possível, aprenda uma atividade nova ou aprenda mais sobre algum assunto que lhe interessa.
3. Leia, participe de atividades de lazer em seu bair¬ro, faça novos amigos e peça ajuda sempre que precisar.
DICAS DE EXERCÍCIOS PARA O CUIDADOR PARA ALIVIAR AS TENSÕES E O CANSAÇO FÍSICO
Exercícios para a coluna cervical (pescoço):
• Flexione a cabeça até encostar o queixo no peito, depois estenda a cabeça para trás como se estivesse olhando o céu.
• Gire a cabeça primeiro para um lado e depois para o outro.
• Incline a cabeça lateralmente, para um lado e para outro, como se fosse tocar a orelha no ombro.
Exercícios para os ombros: enchendo os pul¬mões de ar, levante os ombros para próximo das ore¬lhas, solte o ar deixando os ombros caírem rapida¬mente, depois fazendo movimentos circulares, gire os ombros para frente e para trás.
Exercícios para os braços: gire os braços estica¬dos para frente e para trás, fazendo círculos.
Exercícios para o tronco: em pé, apoie uma das mãos no encosto de uma cadeira ou na própria cin¬tura, levante o outro braço passando por cima da ca¬beça, incline lateralmente o corpo. Repita o mesmo movimento com o outro lado.
Exercícios para as pernas: deitado de barriga para cima, apoie os pés na cama com os joelhos do¬brados. Mantendo uma das pernas nessa posição, se¬gure com as mãos a outra perna e traga o joelho para próximo do peito. Fique nesta posição por alguns se-gundos e volte para a posição inicial. Faça o mesmo exercício com a outra perna.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Guia prático do cuidador. Disponível em: <http:// bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/guia_pratico_cuidador.pdf>. Acesso em 8 abr. 2013.
Referencia: Ao Seu Lado, no. 3, 2013, ABRAz/Libbs


Todos os direitos reservados © 2012
Rua Bernardino de Campos 1609, Ribeirão Preto
Fone 16 3636 3029

Rua Piratininga 1609, São Joaquim da Barra
Fone 16 3818 0844