Enxaqueca instabiliza o Sistema Nervoso

14/07/2012

Recomendar: Imprimir:


Os humanos têm um sistema neural complexo envolvido no processamento da dor. As regiões envolvidas não são exclusivas da dor, mas fazem parte de outras redes neurais com outras funções. As regiões implicadas com a sensibilidade dolorosa em nível encefálico são: a) córtex somatosensorial primário e secundários, b) insula, c) giro do cíngulo anterior, c) córtex pré-frontal, d) amigdala, e) tálamo, f) cerebelo, e, g) tronco cerebral (PAG, NCF, RVM). São áreas envolvidas com a dor em si, com as emoções, expectativa, memória da dor, integração da sensação dolorosa com as emoções, etc. A relação entre dor e regiões cerebrais foram estudadas através de exames sofisticados de imagem.
Os migranosos têm percepção e processamento dos estímulos dolorosos atípicos envolvendo os domínios: sensoriais, discriminativos, afetivos, motivacionais, cognitivo, integrativo, etc. Ainda possuem alterações anatômicas comprovadas como o espessamento do córtex somatosensitivo primário.
Os migranosos tem maior sensibilidade às dores em geral, temem a ocorrência de dores intensas, menor tolerância às dores, maior facilidade de ativação de regiões envolvidas com reações afetivas. As regiões envolvidas com maiores reações afetivas e sensório- discriminativas são os córtices orbito-frontal, somatosensitivo e regiões anterior e posterior de giro do cíngulo. Por outro lado os migranosos são sensíveis aos efeitos placebo e nocebo fato que poderá ser utilizado pelos profissionais da saúde para melhorar as respostas aos tratamentos instituídos.
O conceito mais interessante exposto nesse simpósio foi o de que os migranosos são mais sensíveis também aos estímulos auditivos, visuais, olfativos e gustativos. São sensíveis inclusive nos períodos interictais: 35% dos migranosos tem osmofobia interictal (maior ativação do polo temporal esquerdo), 50% tem fotofobia e fonofobia.
Concluindo fica evidenciado nesse simpósio que a Migrânea tem alterações multissensoriais das percepções e não apenas da “matrix” da dor.


Todos os direitos reservados © 2012
Rua Bernardino de Campos 1609, Ribeirão Preto
Fone 16 3636 3029

Rua Piratininga 1609, São Joaquim da Barra
Fone 16 3818 0844